11.01.2019 | 20h59

Só 1% dos exonerados era petista

O governo de Jair Bolsonaro comemora a “despetização” do governo (inclusive expondo ex-funcionários nas redes sociais). O único problema é que apenas 1,3% dos demitido era filiado ao PT. Segundo reportagem da revista Piauí, dos  293 servidores exonerados (sem contabilizar funcionários públicos de estatais, militares e demissões a pedido do próprio servidor) somente 35 tinham filiação partidária. Destes, quatro eram petistas. A sigla que mais teve funcionários demitidos foi o MDB, com seis.


VOLTAR PARA O ESTADÃO