13.08.2018 | 08h04

Só 0,5% do PIB para investir

O presidente eleito em outubro terá o menor percentual do PIB (0,5%) para investir desde 2003. O dado é de um estudo do Ministério do Planejamento a partir da Lei de Diretrizes Orçamentárias, publicado pelo Globo. O aperto é resultante do teto de gastos, instituído por emenda constitucional. As chamadas despesas discricionárias (não obrigatórias) devem chegar a 1,3% do PIB, e 39% desse total representam os investimentos.

 


VOLTAR PARA O ESTADÃO