20.03.2018 | 09h36

Skaf só deixa a Fiesp em junho

Graças à lei que regulamenta a desincompatibilização para dirigentes de empresas e entidades, Paulo Skaf terá dois meses de “lambuja” a mais à frente da Fiesp que seu virtual oponente João Doria, que tem de renunciar já à Prefeitura. Skaf disse a Sonia Racy, na coluna Direto da Fonte, que deixará a federação em 7 de junho.

Apesar das pressões para fechar aliança com o PSDB, disse que vai mesmo sair para o governo do Estado pelo MDB.


Mais conteúdo sobre:

Paulo Skaffiespeleições em sp
VOLTAR PARA O ESTADÃO