16.08.2018 | 13h41

Ser ou não ser Lula

“O ex-prefeito (Fernando Haddad) larga para um desafio em duas etapas: primeiro, convencer o eleitorado petista de que ele é Lula; depois, persuadir o restante do país de que não é tão Lula assim”, avalia Bruno Boghossian na Folha.

O colunista acredita que Haddad vai se ligar à imagem do ex-presidente na campanha do primeiro turno. Se vencer essa etapa, deve apostar no lado mais intelectual e ‘classe média’, “nem tão petista”, que o beneficiariam em um embate contra Jair Bolsonaro (PSL) ou Geraldo Alckmin (PSDB).


VOLTAR PARA O ESTADÃO