28.08.2018 | 13h03

Senado não vai mudar de mãos

Em menor destaque nesta campanha eleitoral, a disputa por assentos do Senado e pesquisas de votos mostram que a Câmara Alta brasileira manterá seus assentos nas mãos da velha oligarquia brasileira, analisa Raymundo Costa no Valor.

O MDB deve continuar no comando, com 12 parlamentares (sete reeleitos?). O PT formaria a segunda maior bancada ao eleger 9. O PSDB ficaria com cinco. “Atualmente 15 legendas têm senadores. Além delas passarão a integrar o Senado o PSC, o PHS, o PSOL e o PV, totalizando 19 partidos em uma Casa de 81 membros”, escreve.


Mais conteúdo sobre:

senadoeleição
VOLTAR PARA O ESTADÃO