14.11.2018 | 12h49

Sem ajuda, Norte ‘fechará’ fronteiras

Em reunião de governadores com a equipe do novo governo, Acre, Amapá e Amazonas querem reforço na segurança em suas fronteiras porque, do contrário, terão de fechá-las. “Precisamos urgentemente fechar aquelas fronteiras e dar uma segurança”, disse Gladson Cameli (PP), do Acre. A ideia é compartilhada por Wilson Lima, do Amazonas.

Waldez Góes, do Amapá, alega que “Estados de fronteira alimentam o narcotráfico para São Paulo e Rio de Janeiro e muitas vezes isso não é comprado como uma tese nacional e fica os Estados do Rio e São Paulo sofrendo muito, quando deveríamos ter um pacto nacional com relação aos Estados de fronteiras.”

 


VOLTAR PARA O ESTADÃO