03.10.2018 | 10h38

Segurança presidencial ampliada

O efetivo de policiais que acompanham os candidatos à Presidência da República cresceu em 60% após o ataque sofrido por Jair Bolsonaro, de acordo com o Estadão. Segundo uma determinação do ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, o efetivo pode aumentar nos próximos dias.


VOLTAR PARA O ESTADÃO