25.02.2019 | 13h49

Sede da Força Sindical à venda

Com o fim do imposto sindical compulsório, vários sindicatos incluem a fusão com outras entidades na estratégia de auto-preservação diante da penúria financeira, mostra o Estadão. Segundo o secretário-geral da Força Sindical, João Carlos Gonçalves, o Juruna, os filiados já receberam orientação para promoverem fusões entre sindicatos de categorias similares. “Para o futuro, a discussão será uma união mais ampla, como ocorre em vários países”, disse.

A entidade que reúne 1,3 mil sindicatos representantes de 1,6 milhão de trabalhadores tenta vender sua sede de 12 andares, no bairro da Liberdade, em São Paulo, por R$ 15 milhões.


Mais conteúdo sobre:

força sindical
VOLTAR PARA O ESTADÃO