19.09.2018 | 20h16

Reação depende de São Paulo

Geraldo Alckmin ainda busca uma onda de popularidade que o empurre, na reta final da campanha, para o segundo turno. Para sonhar com essa reação, o caminho do tucano passa obrigatoriamente por São Paulo. Mas, até agora, ele só tem perdido apoio dentro de casa. E o tempo está acabando.

A última pesquisa divulgada pelo Ibope mostra Jair Bolsonaro chegando a 30% em pleno território tucano. Alckmin caiu para meros 13%. Apesar dos quatro mandatos como governador e o poderio político no Estado, o tucano perdeu para Bolsonaro o discurso antipetista e o de resposta à corrupção e à crise no País. Esse eleitor paulista sempre foi fiel ao PSDB, mas se identificou com a fala dura de Bolsonaro. E somente recuperando essa antiga turma de eleitores é que Alckmin terá alguma chance de reagir. /Marcelo de Moraes


Mais conteúdo sobre:

Geraldo Alckmin
VOLTAR PARA O ESTADÃO