15.10.2018 | 13h49

Se arrependimento matasse…

No início da campanha, o PT decidiu aliviar para o lado de Jair Bolsonaro porque achava que ele não seria páreo na corrida presidencial. Mais: por sua elevada rejeição, era o sonho de consumo como adversário no segundo turno.

Deu no que deu…/M.M.


Mais conteúdo sobre:

PTBolsonaro
VOLTAR PARA O ESTADÃO