22.11.2018 | 19h04

Schelb: ‘Ficou em aberto’

O procurador regional do Distrito Federal, Guilherme Schelb, evangélico, afirmou nesta tarde de quinta, 22, que a possibilidade de ele assumir o Ministério da Educação “ficou em aberto”, após participar de reunião com o presidente eleito Jair Bolsonaro.

Ele foi alvo de procedimento administrativo do Ministério Público Federal (MPF), no ano passado, por compartilhar um modelo de notificação extrajudicial na internet contra professores que ensinam temas sobre sexualidade e gênero nas escolas, informa o Estadão. Ele foi sondado para ocupar o mesmo cargo no governo de Michel Temer, mas recusou, assim como também recusou fazer parte da administração do ex-prefeito de São Paulo João Doria.


VOLTAR PARA O ESTADÃO