Santos Cruz pode acionar PF para apurar falsificação

15.05.2019 | 08h22

Santos Cruz pode acionar PF para apurar falsificação

O ministro da Secretaria de Governo da Presidência, general Carlos Alberto Santos Cruz, avalia acionar a Polícia Federal para apurar a montagem de uma conversa de WhatsApp que está circulando entre grupos de apoiadores de Jair Bolsonaro, atribuída a ele, em que são proferidos ataques ao presidente, a seus familiares e aliados.

Santos Cruz cotejou o suposto diálogo com a própria agenda e verificou que nos horários da troca de mensagens entre aquele que se faria passar por ele e um interlocutor estava voando em viagem oficial a São Gabriel da Cachoeira (AM). Ele decolou de Brasília pouco depois das 6h do dia 6, uma segunda-feira, e chegou pouco depois das 10h. O print-screen com a conversa mostra que o diálogo transcorreu entre 8h e 8h25. O general ainda não formalizou o pedido para que a PF investigue a possível montagem. / V.M.

Texto com troca de mensagens atribuída a Santos Cruz

 

VOLTAR PARA O ESTADÃO