02.03.2019 | 12h32

Santos Cruz lamenta ‘guerra do Twitter’

Em entrevista ao Valor, o general Carlos Alberto Santos Cruz, ministro da Secretaria de Governo, afirma que Jair Bolsonaro será o maior garoto-propaganda da reforma da Previdência, mas fará essa defesa em momentos-chave da tramitação da proposta, que, lembra ele, “mexe com 100%” da população. Ele ressaltou a importância da ida de Bolsonaro ao Congresso para levar a proposta e da mensagem em rede de rádio e TV proferida por ele na ocasião –que, disse o general, tinha de ser em tom formal porque qualquer escorregão poderia gerar especulações.

Responsável pela comunicação do governo, ele evitou criticar a superexposição de Bolsonaro nas redes sociais e fazer ressalvas públicas ao comportamento dos filhos do presidente, mas deixou clara sua contrariedade com a crise que levou à demissão de Gustavo Bebianno. “A gente estava querendo desencadear a Previdência, desencadear o pacote anticrime, tocar o governo pra frente, e no entanto, estávamos estacionados numa guerra de Twitter”, lamentou.


VOLTAR PARA O ESTADÃO