31.08.2018 | 11h48

Sabatinas sem ‘choque de imagem’

“As sabatinas, em geral, foram muito pobres no sentido de mostrar programas de governo ou proposições para o futuro do País. No fundo foi uma luta dos candidatos de escapar da agenda negativa e assuntos do passado. Só reforçou os temas do debate que já estavam aí. Nenhum deles conseguiu dar um choque de imagem, uma desconstrução de narrativa”, afirma Rafael Cortez,  cientista político e sócio da Tendências Consultoria, ao Broadcast Político.


Mais conteúdo sobre:

sabatinaeleições
VOLTAR PARA O ESTADÃO