15.03.2019 | 11h42

Ruralistas reclamam de viés anti-China

Representantes do agronegócio, setor que ajudou a eleger o presidente Jair Bolsonaro, reclamam do que chamam de viés anti-China espalhado no governo. “Estamos comprando briga com nosso maior parceiro comercial e nem sabemos porque, só para imitar o Trump”, diz Pedro de Camargo Neto, vice-presidente da Sociedade Rural Brasileira e ex-secretário de comercialização e produção do Ministério da Agricultura.

Na última segunda-feira, o discurso do chanceler Ernesto Araújo foi visto pelo setor como a gota d’água. Ele afirmou que o Brasil não vai vender sua alma para exportar minério de ferro e soja. A China é a maior compradora dessas commodities. Os ruralistas também temem que a próxima ação do governo seja de distanciamento do Irã, outro grande comprador de proteína animal brasileira, segundo a Folha.


VOLTAR PARA O ESTADÃO