04.04.2018 | 19h15

Rosa relativiza os precedentes, e voto volta a ser dúvida

Em seu voto hermético, depois de saudar a colegialidade, Rosa Weber agora relativiza os precedentes da Corte.

Diz que mesmo quando os precedentes têm efeito vinculante, isso não é imutável. Se antes parecia indicar que acompanharia Fachin, agora não dá mais para assegurar nada. / V.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO