05.09.2018 | 16h10

Rosa não quer colocar o carro na frente dos bois

Tendo nas mãos o interminável caso da cassada candidatura de Lula, Rosa Weber avisou que não irá passar por cima dos ritos para analisar o recurso extraordinário apresentado pela defesa do ex-presidente.  Há um prazo de três dias para a manifestação do Ministério Público e de quem pediu a contestação da candidatura.

Como informa o Broadcast Político, os advogados de Lula querem que o STF analise o direito do petista ser ou não candidato. Caso a presidente do TSE decida encaminhar ao Supremo o recurso, o relator do caso deverá ser definido em sorteio a ser realizado entre 7 dos 11 integrantes da Suprema Corte (ficam de fora os três integrantes da Justiça Eleitoral e a presidente Cármen Lúcia).


Mais conteúdo sobre:

rosa weberLulaSTFTSE
VOLTAR PARA O ESTADÃO