08.03.2019 | 13h14

Rolim: ‘Se for fazer concessões, tem que compensar’

A desidratação da reforma da Previdência no Congresso é tida como certa pelo governo. Por isso, para garantir a meta de economia de R$ 1 trilhão, em dez anos, o secretário de Previdência Social, Leonardo Rolim, afirmou que toda concessão que o governo fizer para garantir a aprovação da reforma da Previdência terá que ser compensada. “Se for fazer concessões, tem que compensar para não baixar essa meta”, afirmou em entrevista ao Valor.

“Não há uma folga grande. Ao contrária da PEC 287 que tinha um monte de gordura, nesta a gente colocou o que entende ser o adequado”, disse Rolim. A PEC 287 foi encaminhada ao Congresso pelo ex-presidente Michel Temer.


VOLTAR PARA O ESTADÃO