28.04.2018 | 08h03

‘Revolução Judiciarista’

O crescente protagonismo do Supremo Tribunal Federal no cenário político aumenta também as tentativas de análise da interferência entre os poderes. Em entrevista ao Jota, o pesquisador Christian Edward Cyril Lynch afirma que este não é um movimento novo.

O professor de teoria política e pensamento político brasileiro na Universidade Estadual do Rio de Janeiro define como ‘Revolução Judiciarista’ a ideia de que o Poder Judiciário tem que “servir como poder moderador da República”.


Mais conteúdo sobre:

STF
VOLTAR PARA O ESTADÃO