02.09.2018 | 08h00

Reunião secreta foi pedido de Barroso

Foi o ministro Luís Barroso, relator do registro da candidatura de Lula no TSE, quem pediu a reunião secreta realizada na madrugada de sexta-feira para sábado no TSE e que acabou liberando o PT a exibir Lula na propaganda, desde que como apoiador. Reportagem de bastidores do Estadão revela que Barroso pediu um brainstorming com os colegas, a portas fechadas e longe da transmissão ao vivo, para decidir a execução da decisão que haviam acabado de proferir.


VOLTAR PARA O ESTADÃO