01.10.2018 | 10h51

Réu e delator recebem verba do PT

Os sócios na empresa Rental, Giovane Favieri, réu por suposta lavagem de dinheiro na Operação Lava Jato, e Valdemir Garreta, colaborador no Peru em investigação sobre caixa dois da Odebrecht, receberam R$ 2,1 milhões da campanha de Fernando Haddad (PT) à Presidência da República nas eleições de 2018. Eles locaram equipamentos e estrutura de gravações à candidatura de Haddad, em despesa datada da última terça-feira, 25, de acordo com dados do TSE, segundo o Estadão.


VOLTAR PARA O ESTADÃO