15.10.2018 | 17h34

Repreensão a padre que pediu votos ao PT

O padre Jaime Crowe, que deu a comunhão a Fernando Haddad e Manuela D’Ávila na sexta-feira, 12, além de pedir votos para o petista e criticar Jair Bolsonaro, foi advertido pela Diocese de Campo Limpo, da zona sul de São Paulo, à qual sua paróquia está ligada.

Segundo nota de esclarecimento divulgada pela diocese, Crowne praticou o ato “sem prévia comunicação e à revelia do Sr. Bispo de Campo Limpo, e foi devidamente advertido segundo as normas do Direito Canônico”.  A orientação do Bispo Diocesano, de acordo com o site O Antagonista, é para que nenhum clérigo se utilize da celebração litúrgica com finalidades partidárias. / J.F.

 


VOLTAR PARA O ESTADÃO