26.11.2018 | 15h59

Renan: ‘Não há provas contra mim’

O senador reeleito Renan Calheiros (MDB-AL), internado desde quinta-feira com pneumonia, usou a sua conta no Twitter para contestar a informação da Polícia Federal de que ele teria ficado com uma fatia de uma propina de US$ 3 milhões, acertada entre  lobistas e políticos do MDB no Senado, em troca de contratos na Petrobras.

“Continuo aqui no hospital, mas essa gente não para!”, afirmou. “A própria delegada diz que não há provas contra mim. No inquérito, já ficou demonstrada a ligação de negócios de Jorge e Bruno Luz, Eduardo Cunha, Fernando Baiano e Jorge Luiz Zelada. Nunca tive negócios com essa corja. A chance de provarem que alguma vez me envolvi com falcatruas é zero!” / J.F.


VOLTAR PARA O ESTADÃO