15.02.2019 | 11h25

Reforma começa a sair do papel. Só faltam os votos

Com a proposta de reforma da Previdência saindo do papel, o governo, agora, terá sua tarefa mais complicada: arrumar os votos para aprová-la na Câmara e no Senado. Embora haja um clima favorável para reformular o anacrônico sistema previdenciário do País, não existe hoje organização no Congresso para amarrar os apoios necessários para essa votação.

É bom lembrar que a reforma precisa passar por uma comissão especial, pela Comissão de Constituição e Justiça e por dois turnos de votações na Câmara e no Senado, com três quintos do total de fotos para poder valer. Sem uma maioria organizada e azeitada – tudo o que não existe neste momento no Congresso – o governo poderá enfrentar muito mais dificuldades do que imagina. /M.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO