20.11.2018 | 16h20

Reaberto inquérito de Aécio

Novas informações “relevantes e inéditas” de autoridades de Liechtenstein provocaram a reabertura do inquérito no STF que apurava a suspeita de envolvimento do senador Aécio Neves (PSDB-MG) em esquema de corrupção e lavagem de dinheiro em Furnas, informa o Estadão.

“Concedo derradeiro prazo de 60 dias para que o Ministério Público possa não só apenas trazer aos autos os documentos obtidos por meio de cooperação internacional devidamente traduzidos, mas apresentar suas conclusões pela continuidade das investigações ou pelo arquivamento do feito”, disse o ministro Ricardo Lewandowski.

 


Mais conteúdo sobre:

Aécio NevesFurnas
VOLTAR PARA O ESTADÃO