11.06.2019 | 20h41

Ramos acredita que Bolsonaro pode abandonar Moro

O presidente da Comissão Especial da reforma da Previdência, Marcelo Ramos, acredita que, caso se agrave a crise gerada pelo vazamento de conversas entre Sérgio Moro e Deltan Dallagnol, o presidente Jair Bolsonaro pode “jogar aos leões” seu ministro da Justiça. “Eu nunca vi o presidente Jair Bolsonaro bancar ninguém que não seja ele mesmo. Então, parece claro que, se a crise se aprofundar, o ministro Sergio Moro será jogado aos leões pelo próprio governo do qual ele faz parte”, afirmou Ramos ao Broadcast Político. Ramos trabalhou nesta terça-feira para que a crise não contaminasse os debates sobre a reforma, conversando com lideranças partidárias para definir um cronograma com o menor número de obstruções possível.


VOLTAR PARA O ESTADÃO