22.08.2018 | 07h46

‘Quero ser Lula’

No filme Quero Ser John Malkovich, de 1999, um desempregado consegue um trabalho no andar 7 e 1/2 de uma firma, onde encontra uma portinha que permite passar alguns minutos na mente do ator John Malkovich. Resolve alugar a passagem como forma de ficar rico, o que faz com que se desenrolem complicações várias.

A eleição brasileira oferece um roteiro igualmente fantástico. O aluguel que o PT propõe é do corpo de um presidiário. O “inquilino” da paródia Quero ser Lula se chama Fernando Haddad, e parece disposto a abrir mão temporariamente da própria biografia para personificar a do padrinho. Escrevi sobre as dificuldades dessa transmutação na coluna desta quarta no Estadão. / Vera Magalhães


VOLTAR PARA O ESTADÃO