15.07.2018 | 10h05

Quem vai ser o vice? (1)

Geraldo Alckmin tem, neste momento, duas importantes frentes de negociação abertas. Uma delas é com o Centrão, que reúne um importante bloco de partidos e pode lhe garantir generoso tempo de televisão. A outra é com o senador Álvaro Dias (Podemos), que varia de 4% a 5% nas pesquisas e tira eleitores preciosos de Alckmin no Sul do País.

A questão é que os dois acordos podem ser fechados ao mesmo tempo e a arma de sedução mais atraente para amarrar a aliança é justamente oferecer a vaga de vice na chapa de Alckmin. Como só há espaço para um nome, como fazer para desatar esse nó e não desagradar ninguém, caso as negociações prosperem? /M.M.

 


Mais conteúdo sobre:

Geraldo Alckmincentrãoalvaro dias
VOLTAR PARA O ESTADÃO