21.11.2018 | 08h33

Quem vai piscar primeiro?

Existe hoje um embate claro entre Jair Bolsonaro e os principais líderes do Congresso. O presidente eleito já deixou claro que não pretende ficar na mão das pressões de deputados e senadores, só conseguindo votos em troca de cargos e recursos. Surpresos pelo movimento, o outro lado começa a trocar a fase de resmungos pela de ameaças. Prometendo, claro, negar os votos que possui.

Os dois campos apostam que o outro vai piscar primeiro, cedendo no seu posicionamento. Fortalecido pelas urnas, Bolsonaro vai levar o plano de não ceder a essas pressões até onde der. Ele tem lembrado a interlocutores que governos anteriores tinham base de apoio repleta de partidos e precisavam negociar novamente a cada votação. Não pretende repetir esse erro. E os parlamentares vão esticar a corda, dificultando cada votação de interesse do futuro governo, para testar até onde vai essa disposição do futuro presidente. /M.M.


Mais conteúdo sobre:

Bolsonaro
VOLTAR PARA O ESTADÃO