11.11.2018 | 11h22

Quem está no páreo pelo comando do Senado

Com sua composição muito fragmentada entre os partidos, o Senado poderá ter uma disputa equilibrada pelo seu comando. Hoje, esses são os principais nomes cotados para comandar a Casa:

Renan Calheiros (MDB-AL) – Já presidiu o Senado quatro vezes e quer um quinto mandato. Tem apoio de boa parte do MDB e de parlamentares mais antigos. Pelo seu alinhamento a Lula e Fernando Haddad, tem a simpatia dos partidos de esquerda. Mas as denúncias que sofreu ao longos dos anos podem aumentar a resistência ao seu nome.

Tasso Jereissati (PSDB-CE) – Sua experiência o credencia a ser o candidato do grupo independente, que deseja que o Senado não se transforme num mero aprovador de projetos de interesse do Planalto.

Esperidião Amin (PP-SC) – De volta ao Senado, o veterano político tem a simpatia do grupo de Jair Bolsonaro e também é muito respeitado pelos colegas por sua inteligência e habilidade.


Simone Tebet (MDB-MS) – Líder do MDB, é uma alternativa do partido caso Renan não decole. Seu pai, o falecido senador Ramez Tebet, presidiu a Casa. /M.M.

Mais conteúdo sobre:

senado
VOLTAR PARA O ESTADÃO