14.09.2018 | 12h22

‘Quatro eixos e uma ausência’

“Talvez a frase mais importante, que sinaliza uma superação de tanta cisão, seja a seguinte: ‘Servimos ao povo e à nação brasileira. Por isso, nós, juízes, precisamos ter prudência'”, escreveu Davi Tangerino no Estadão. Tangerino se refere ao discurso do ministro Dias Toffoli em sua posse como presidente do STF, nesta quinta-feira, 13, em Brasília.

Na análise, Tangerino apontou que Toffoli falou sobre a necessidade de inclusão, equilíbrio, modernidade e coerência. E que quase não disse a palavra corrupção.


VOLTAR PARA O ESTADÃO