28.07.2018 | 09h19

Quase dois terços dos trabalhadores fazem bico

Enquanto a economia não vai para frente e o emprego não cresce, aumenta a necessidade de encontrar formas de complementar a renda em casa. Os trabalhos informais e esporádicos, conhecidos como bicos, são um reflexo disso.

Segundo um estudo do SPC Brasil e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas, divulgado no Estadão, 64,4% dos trabalhadores brasileiros fizeram bicos para equilibrar as suas finanças no primeiro semestre de 2018. Em 2017, no mesmo período, o número era de 57,4%.


VOLTAR PARA O ESTADÃO