24.07.2018 | 06h28

PT quer controle social do Judiciário

Fernando Haddad segue sua jornada de entrevistas como dublê de coordenador de programa de governo e candidato reserva do PT à Presidência. Ao Estadão, detalhou a proposta de ampliar o controle externo do Judiciário e de órgãos como o Ministério Público ampliando sua “diversidade de representação”, para que não sejam corporativistas.

Também defendeu mandato, que poderia ser de 12 anos, para ministros do STF. Disse que Lula, que está preso e teve 6 dos 5 votos do Supremo contrários à concessão de um habeas corpus a seu favor,  “se ressente” de ter feito escolhas muito isoladas para a Corte.


VOLTAR PARA O ESTADÃO