02.10.2018 | 14h27

PT nem procurou FPA

Na disputa para chegar ao segundo turno, os dirigentes petistas nem tentaram conquistar o apoio da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA). Ao se consolidar como líder nas pesquisas, Jair Bolsonaro acabou se tornando a opção da bancada ruralista no Congresso, composta por 262 parlamentares.

Ao deixarem de lado a tentativa de buscar o apoio de uma entidade central no agronegócio, Fernando Haddad e o PT agem de maneira muito diferente do que o próprio Lula fez em 2003, quando convidou Roberto Rodrigues para comandar a Agricultura no seu primeiro governo, mesmo sabendo que ele não o apoiava. Como Rodrigues era um nome expressivo do agronegócio, Lula queria fazer um gesto para o setor e quebrar resistências contra si. /M.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO