02.09.2018 | 12h58

PT insiste em Lula e Haddad como ‘vice avulso’

A estratégia do PT será apostar no STF e na ambiguidade de manter Haddad como “vice avulso” na propaganda eleitoral para tentar prorrogar ao máximo a farsa da candidatura de Lula, já indeferida pela Justiça Eleitoral. O advogado Luiz Fernando Casagrande Pereira conta com o voto de Luiz Fachin e o sorteio de relator (do qual devem ser excluídos os três ministros do STF que são também do TSE) para aumentar as chances de um recurso no Supremo.

“Pediríamos uma liminar para Lula ficar candidato até, pelo menos, o julgamento dos embargos de declaração”, diz o advogado em mensagem de WhatsApp que circula entre petistas à qual o BR18 teve acesso. Ele admite que decidiu apostar na “ambiguidade” do TSE ao pedir – e obter – acesso à TV para Haddad. “Assim, temos o horário e Lula pode aparecer 25% como apoiador do vice. Será um ‘vice avulso'”, diz o advogado, explicitando a estratégia de esticar a corda. / Vera Magalhães


VOLTAR PARA O ESTADÃO