16.04.2018 | 11h43

PSOL vira braço ‘armado’ do PT

Fundado como uma dissidência do PT por divergir da condução da economia justamente no governo Lula, o PSOL, passados 13 anos, se resigna a ser usado como linha-auxiliar –e, no caso da facção liderada por Guilherme Boulos, braço “armado”– do partido.

Ungido por Lula como sucessor do coração, Boulos, recém-filiado ao PSOL, vai se tornando sua face mais visível. E raivosa. / V.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO