07.11.2018 | 12h21

PSOL pede passagem

O presidente do PSOL, Juliano Medeiros, fala de um lugar novo para a legenda: a de único partido da esquerda a crescer em número de representantes (governos estaduais, Câmara, Senado e Assembleias Legislativas nos Estados) pelo País em relação à eleição de 2010. Antes eram 10, agora são 28.

“São muitas esquerdas, o nível de responsabilidade de cada uma é muito diferente (…) Quem foi governo, que abriu mão da disputa de valores da democracia, tem mais responsabilidade. Independentemente disso, trabalharemos para que essas avaliações tenham espaço, pois é importante refletir sobre erros. É certeira a oposição contra Bolsonaro”, disse ele ao Estadão.


Mais conteúdo sobre:

Psol
VOLTAR PARA O ESTADÃO