06.11.2018 | 06h46

PSL e as dores do crescimento

O PSL de Jair Bolsonaro enfrenta dilemas típicos de partidos que se tornam grandes. Nacionalmente, há controvérsia quanto à ideia, defendida por alguns do entorno do presidente eleito, de apoiar a recondução de Rodrigo Maia à presidência da Câmara.

Em São Paulo, onde o partido elegeu um senador e uma bancada super votada para a Câmara, a disputa pelo comando que eclodiu na campanha atinge o ápice com a deputada federal eleita Joice Hasselmann à frente de um movimento para derrubar o senador eleito Major Olímpio da presidência da legenda, conforme mostra reportagem do Estadão.


VOLTAR PARA O ESTADÃO