14.10.2018 | 11h26

PSL com o bolso cheio

Dono da segunda maior bancada da Câmara, o PSL, partido de Jair Bolsonaro, deve ficar com a maior fatia do fundo partidário, segundo reportagem do Estadão.  A sigla receberá em torno de R$ 110 milhões, cerca de 7 vezes maior que o embolsado pela sigla em 2017, quando recebeu R$ 6,2 milhões. O partido terá mais dinheiro até mesmo que o PT, dono da maior bancada, já que teve mais votos válidos no total.

“O PSL vai ter dinheiro para se estruturar, é uma novidade sem tamanho para eles”, afirma aponta o cientista político da FGV,  Marco Antônio Teixeira. Como mostrou o BR18, o partido ainda poderá contar também com o maior número de deputados, já que deve ter novos filiados eleitos na próxima janela partidária.


Notícias relacionadas
VOLTAR PARA O ESTADÃO