09.10.2018 | 14h46

PSDB de volta ao muro?

Os partidos que ficaram de fora do segundo turno da disputa presidencial começam a se movimentar e manifestar suas orientações. Um dia após o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso anunciar que não deverá apoiar nem Fernando Haddad (PT) nem Jair Bolsonaro (PSL), foi a vez de outro tucano, o ex-governador José Serra dizer, por meio de suas redes sociais, que seguirá a mesma linha e defendeu que o partido faça o mesmo.


“Não tenho nenhuma disposição de apoiar nem o reacionarismo cultural do Bolsonaro nem mais uma aventura petista. Acho que a direção do PSDB deve seguir essa orientação. Nunca jogando no quanto pior melhor”, escreveu.

VOLTAR PARA O ESTADÃO