17.03.2018 | 19h00

PSDB cobra ‘ágio’ de 30% de pré-candidato

Diante da celeuma criada dentro do PSDB pela cobrança dos R$ 45 mil dos pré-candidatos ao governo, o partido pode até devolver o dinheiro pago por um deles, Luiz Felipe D’Avila, mas deve subtrair uma parte.

O secretário-geral do partido em São Paulo, Cesar Gontijo, justificou ao repórter Pedro Venceslau, do Estadão, que uma taxa de 30% servirá para cobrir parte de dívidas da campanha de José Serra, em 2010. “O PSDB tem uma dívida por responsabilidade do senhor (senador José) Serra. Por isso, 30% vão para Luiz Gonzales (marqueteiro da campanha do tucano em 2010)”, disse.

 


Mais conteúdo sobre:

PSDBLuiz Felipe D'Avila
VOLTAR PARA O ESTADÃO