21.02.2019 | 17h29

Prova de resistência da reforma

O texto da reforma da Previdência já tem alvos de mudança a julgar pela reação até aqui de aliados e oposição no Congresso. O maior deles são os chamados Benefícios de Prestação Continuada (BPCs), que atendem idosos e deficientes de baixa renda, seguidos das mudanças a trabalhadores rurais, lista a colunista Cida Damasco, do Estadão.

Ela também lembra que “do bolo de benefícios previdenciários, só 3,3%, equivalentes a R$ 17,8 bilhões, vão para a parcela mais pobre da população e 40,6%, ou R$ 243 bilhões, vão para os mais ricos”. Ou seja, “a torcida é para que as mudanças que certamente virão no Congresso atinjam de fato distorções e/ou exageros e não apenas os interesses dos lobbies mais poderosos”.


Mais conteúdo sobre:

previdênciaBpc
VOLTAR PARA O ESTADÃO