05.07.2018 | 14h32

Propagandas proibidas a partir de sábado

O presidente Michel Temer está pressionado tanto pela legislação eleitoral quanto pela indústria automobilística para lançar o Rota 2030, o controverso plano de incentivos ao setor estacionado há meses no governo. Se lançá-lo, terá até sexta para realizar uma solenidade, lembra o Valor.

Isso porque a legislação eleitoral estabelece que, a partir do dia 7 de julho, os agentes públicos ficam proibidos de: “autorizar publicidade  institucional dos atos, programas, obras, serviços e campanhas dos órgãos públicos federais, estaduais ou municipais, salvo em caso de grave e urgente necessidade”.

 


VOLTAR PARA O ESTADÃO