21.08.2018 | 17h26

Promotoras e procuradoras contra cotas no MPF

Mais de 100 promotoras e procuradoras de Justiça, e também procuradoras da República, lançaram um manifesto contra o sistema de cotas para mulheres no Ministério Público em todo o País. Segundo informação do Blog do Fausto, do Estadão, o abaixo assinado conta já com 103 adesões e será levado ao Conselho Nacional do Ministério Público, que fiscaliza a instituição.

“Nós, mulheres, manifestamos o nosso profundo constrangimento ante a possibilidade de que venham a ser criadas cotas que garantam qualquer privilégio para nós dentro do Ministério Público”, diz o documento. “A simples cogitação de que seja necessária a criação dessas cotas discriminatórias já representa para nós uma vergonha indisfarçável, como se não tivéssemos as mesmas condições mentais dos demais colegas para alcançar cargos de poder do nosso interesse.” / J.F.


VOLTAR PARA O ESTADÃO