31.08.2018 | 10h05

Promotor cobra R$ 381 mil de Haddad

O promotor Marcelo Milani, do Ministério Público de São Paulo, cobra na Justiça R$ 381 mil por danos morais que o petista Fernando Haddad teria causado ao envolver Milani em um suposto caso de corrupção na investigação sobre a construção da Arena Corinthians pela Odebrecht, segundo o Estadão. O valor reivindicado pelo promotor equivale a 10 vezes o seu salário de promotor. A assessoria de Haddad diz que o petista não foi notificado sobre a ação.


VOLTAR PARA O ESTADÃO