27.02.2019 | 08h09

Projeto dos militares pode sair antes

A advertência de Rodrigo Maia parece ter surtido efeito e o governo deve correr com o projeto que vai regulamentar as regras de aposentadoria e pensões dos militares e incluí-los na nova Previdência. Antes, a promessa era de apresentação do texto até 20 de março, mas os militares ainda pressionavam para que ele só fosse enviado ao Congresso após a aprovação da reforma na Câmara. Agora, integrantes do governo já falam em mandar o projeto logo após o Carnaval, para não atrasar a reforma.

O presidente da Câmara se comprometeu com o governo a só colocar o projeto dos militares para votação em plenário depois da aprovação da proposta de emenda constitucional que fixa as novas regras para servidores civis e a iniciativa privada. Ele parece ter convencido o núcleo político do governo (a equipe econômica já estava nessa página) de que não seria possível convencer deputados a se desgastarem votando a reforma e deixar o pessoal de farda para sabe-se lá quando. / V.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO