09.04.2018 | 06h44

Procurador quer mais em todo o Brasil

Outro que anunciou que o combate à corrupção não cessa com a prisão de Lula foi o procurador da Lava Jato Carlos Fernando Santos.

“Mas é preciso fazer mais por todo o Brasil. Lute pelo fim do foro privilegiado, por mudanças nas leis penais e pelo fortalecimento da democracia”, escreveu, ao comentar nas redes sociais uma reportagem do jornal O Globo que mostrava que as investigações da operação vão além de Lula.


Mais conteúdo sobre:

carlos fernandoLava JatoLula
VOLTAR PARA O ESTADÃO