25.10.2018 | 17h18

Prisões por montagem pornô com Doria

A campanha de João Doria afirmou que quatro pessoas foram presas em flagrante nesta quinta, 25, colando cartazes com cenas pornográficas de vídeo apócrifo, associado ao candidato, que viralizou nesta semana na rede. Advogados da campanha estão pedindo apuração do crime de difamação ambiental e de crime ambiental de conspurcar edificação pública, afirmam.

Segundo o tucano, “verificou-se que foram colados, em diversos locais públicos na cidade de São Paulo/SP, cartazes nos quais o candidato figura em uma montagem grotesca, apresentando-se praticamente nu – trajando apenas meias – e cobrindo suas partes íntimas com uma de suas mãos”.

 


Mais conteúdo sobre:

João Doriavídeo
VOLTAR PARA O ESTADÃO