24.04.2018 | 11h30

Prioridades para a economia

Com perspectivas ainda desanimadoras na área econômica, quem assumir a Presidência em 2019 vai precisar organizar as prioridades. No Valor, os professores da USP Carlos Luque e Simão Silber e o ex-docente da universidade Roberto Zagha sugerem um caminho com quatro pontos.

A primeira prioridade seria “pôr a economia numa trajetória de crescimento rápido”, a partir de uma industrialização orientada à exportação. Em segundo lugar, focar em reformas que “tornem a economia competitiva e eficiente”. A terceira prioridade seria reformar o sistema tributário. Por último, racionalizar o gasto público, que, na opinião dos professores, está alinhado, mas precisa de organização.


Mais conteúdo sobre:

Economia
VOLTAR PARA O ESTADÃO