09.07.2018 | 15h49

Preso, a democracia precisa de você!

Quem se encontra preso após condenação em segunda instância tem a partir de agora um argumento infalível: basta se candidatar a algum cargo e alegar que precisa de liberdade de ir e vir para fazer campanha. Em seu blog no G1, o colunista do Estadão Helio Gurovitz chama este argumento de “ridículo”.

“O que existe – e isso fica claríssimo pela própria argumentação usada na decisão de Favreto – é uma campanha política. A esta altura, o PT tem perfeita noção de que a lei impedirá a candidatura Lula. Mas precisa dela viva se quiser ter alguma chance de retomar o poder”, escreve.


VOLTAR PARA O ESTADÃO